Review: The Flash 4×23 – “We Are the Flash” [Season Finale]

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio “We Are the Flash”, exibido no dia 22/05/2018.

barry we are the flash

The Flash chega ao final de sua quarta temporada com a humanidade prestes a ser extinta praticamente. Devoe já conseguiu fazer tudo o que ele queria, lançou os satélites e tudo mais, e Team Flash está sem saber o que fazer para poder impedi-lo de completar seu plano… Isso é, até que chega Iris com a solução: Marlize.

Após irem até a Inglaterra para poderem convencer Marlize de que talvez a destruição da humanidade como ela é não seja uma ideia tão boa assim, Iris volta com Harry, Marlize e a solução para todos os problemas atuais. A ideia dela é que, usando tecnologia para canalizar os poderes de Cecile, Barry entre na mente de Devoe e, uma vez dentro, ele procure o “Devoe bom” e o leve para a superfície, por assim dizer, convencendo-o a tomar controle do próprio corpo ao invés do Devoe influenciado pela dark matter.

Em relação a esse conceito eu tenho duas opiniões que brigam entre si. De um lado, eu AMO esse tipo de enredo. Inception é um dos meus filmes preferidos, vi várias vezes, coloca alguma exploração da mente e eu já estou amando. Crossover do outro ano quando os personagens de Arrow estavam presos nas próprias mentes? Adorei. Eu sou essa pessoa. PORÉM, achei uma forma bem… simplista de derrotarem Devoe. E, do jeito que foi feito, foi bem inutilizado. A mente humana é tão ampla, tinha tanta coisa que podiam ter explorado, e ao invés de algo interessante tivemos… Nada. Só umas briguinhas sem graça.

Mas vamos lá. Barry entra na mente de Devoe e logo no início já dá problemas, porque os poderes de Cecile estão ligados à sua gravidez e ela entrou em trabalho de parto, então eles começam a flutuar um pouco e, se ela der a luz, os poderes vão sumir. Parece bem errada a noção de que os poderes dela iriam simplesmente sumir depois que o bebê saísse, como se os hormônios fossem assim, de volta para a normalidade no dia seguinte! Mas não é como se poderes de gravidez realmente existissem, então não vou reclamar. Tudo o que eles podem fazer é tentar desacelerar o parto, o que é bem complicado porque estão tentando, ao mesmo tempo, fugir fisicamente de Devoe.

Dentro da mente dele, o trabalho de Barry também não é fácil, porque ele não consegue encontrar o tal “Devoe bom”. Eu só queria dizer que ELE NUNCA FOI BOM. Primeiro que o vimos conhecendo a Marlize e ele era bem babaca, e qualquer um que tem essa ideia já não era uma boa pessoa, dark matter envolvida ou não. Mas tá, procuramos um Devoe menos pior. Eles procuram lugares relacionados ao relacionamento da Marlize e nada de Devoe. Mas Barry encontra alguém, uma pessoa muito melhor que qualquer versão do Devoe: Ralph.

ralph dibny 4x23

Olha, por mais que eu tenha até me emocionado com a morte do Ralph, eu acho que deviam tê-lo deixado morrer. Ele não foi um personagem feito para durar, não tentem forçar. Era melhor terem deixado que ele tivesse tido uma morte digna, ao invés de trazê-lo de volta para se tornar irritante de novo. Dito isso, antes ele do que o Devoe, porque se realmente tivessem achado um Devoe bom que dissesse “verdade, eu estava errado, vou parar tudo isso”, teria sido bem idiota.

Depois de um momento em que Barry fica bem feliz com Ralph estar vivo, eles continuam a busca e descobrem que o Devoe bom está morto. Na minha cabeça, não faz sentido alguém ser morto dentro da mente de alguém, mas não quero questionar a lógica interna disso aí. O que importa é que o plano original deles não tem como dar certo sem Devoe, mas é então que Barry pensa em uma alternativa: trazer o Ralph para a consciência ao invés do Devoe, afinal esse ainda é o corpo do Ralph. Isso resolveria todos os problemas em um, porque não teria mais Devoe, ou seja, sem o Iluminismo, e teriam o Ralph no lugar.

É claro que para isso eles precisam lutar com um milhão de Devoes que aparecerem para destruí-los, mas é claro que eles conseguem. Barry consegue passar Ralph pela “origem” da consciência, e pronto, Ralph passa a estar no comando. Não foi uma solução horrível, mas eu achei levemente anticlimática. Poderia ter tido um pouco mais de um conflito emocional? Eu ainda queria Marlize jogando um comentário ácido nele ou algo assim.

O que vem em seguida é, de alguma forma, ainda mais anticlimático. Após ser dominado por Ralph, um plano de contenção de Devoe é acionado com uma inteligência artificial dele ou algo do tipo, aí você até acha que vai ter algum conflito maior, né, mas não. Marlize simplesmente se aproxima da cadeira – que é onde esse holograma está conectado – e arranca uns pedaços, pronto, resolvido. Depois de todos os jeitos que Devoe pensou em tudo, vai me dizer que o plano B dele era tão idiota assim que era só arrancar os fios?

Devoe foi um vilão que eu realmente fiquei me questionando COMO eles iriam derrotá-lo, o que não é algo que acontece sempre, e me senti um pouco decepcionada com o resultado. Esperava algo a mais. Principalmente porque senti que tiveram algumas coisas que nem foram muito utilizadas, eles comentaram que Harry – agora quase ficando catatônico (pausa para comentar que isso NÃO FAZ SENTIDO! Como a população iria continuar sobrevivendo se não conseguem nem pensar em levantar para comer? Mais fácil jogar uma bomba nuclear logo se o objetivo é matar todo mundo) – estava escrevendo os mesmos sinais loucos que Barry escreveu quando ele saiu da Força da Velocidade. Pensei que isso fosse ter alguma relevância, assim como o estado de “Iluminismo” do Harry, mas não. Espero que só estejam guardando para a próxima temporada, ou então terá sido bem nada a ver.

nora westallen we are the flash

Com Devoe e seu plano B destruído, eles ainda têm um problema: os satélites já tinham sido ativados. Marlize consegue desligá-los, mas eles começam a cair como meteoros na Terra. Todo o Team Flash vai logo resgatar todo mundo, mas é Barry quem precisa impedir um satélite bem grande de cair. Estaria tudo bem, com Barry correndo para conseguir velocidade e dar um soco no satélite para destruí-lo, mas Marlize faz algum comentário sobre como, considerando todos os dados que ela estava vendo ali, Barry poderia ser destruído junto com o satélite. Essa é a dica que vai dar algo errado.

Vemos Barry prestes a dar um soco no satélite, então a cena volta e o vemos correndo de novo, só que dessa vez, quando vai dar o soco, tem uma mão do lado, dando o soco junto com ele. Barry fala depois que alguém o ajudou, e fica bem claro quem quando a personagem misteriosa – que eu acreditava ser a Dawn Allen – aparece, anunciando ser Nora West-Allen, a filha do futuro de Barry e Iris, e ela diz ter cometido um erro. Pelo o que parecia, ela tinha salvado a vida do Barry ao ajudá-lo, mas isso não faz muito sentido, considerando que se Barry fosse morrer, ela não teria nem nascido. E se fosse para ela ajudar desde sempre, por que teria sido um erro?

Bom, estou bem animada desde a primeira vez que Nora apareceu (não sei por que mudar o nome dela, já até me acostumei a chamá-la de Dawn) e espero que esse enredo responda essas perguntas na temporada que vem. Eu estava até pensando em desistir de assistir Flash, porque estava me cansando da série, mas adoro personagens vindos do futuro então vou continuar.

Por fim, temos também o nascimento de Jenna West, filha de Joe e Cecile, e a despedida de Harry. Marlize criou uma forma de reverter o que aconteceu com Harry, mas ele não volta 100% ao normal, parte da sua inteligência acabou ficando para trás mesmo e ele resolve ir visitar a Jessie ao invés de continuar ali. Imagino que ele vai acabar voltando na próxima temporada e vai ser interessante vê-lo agora que está com mais inteligência emocional e menos inteligência acadêmica.

O Melhor:

+ Nora!!

+ Marlize voltando a ajudar o mundo

+ Ralph voltar!

+ A ideia de entrar na mente de Devoe

+ Jenna West! E aparição do Wally!

O Pior:

– Derrotaram Devoe de maneira simples depois de tudo isso

– Ninguém questionar que o Devoe nunca foi bom???

– Não explicarem o que o Iluminismo tem a ver com quando Barry saiu da força de velocidade

Nota: 8,0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *