Review: Supergirl 4×20 – “Will The Real Miss Tessmacker Please Stand Up?”

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio “Will The Real Miss Tessmacker Please Stand Up?”, exibido no dia 05/05/2019.

Mais um episódio de Lena e Supergirl salvando o mundo! Dessa vez, elas continuam a missão jornalística de Kara e vão até a Kaznia investigar a tal base militar secreta de Lex.

No meio do caminho, somos agraciados com Kara usando seus poderes para salvar o avião delas sem Lena nem perceber, o que é sempre divertido. Digo, não pela situação quase morte, mas pelo jeito da Kara.

O susto, no entanto, é só um de muitos. Por mais que elas tenham encontrado o edifício abandonado – porque ia ser fácil demais já encontrarem Lex -, a dupla consegue descobrir muita coisa. A começar pelos experimentos que pareciam estar fazendo em aliens ali.

É assim que encontram Eve Tessmacker, ou pelo menos uma versão dela. Dava para ver que ela repetia palavras e falava coisas demais, quase como se fosse um robô – que foi a primeira teoria. Mas a cena mostra sua genialidade ao nos dar uma dica sem nem percebermos.

Eve agora tem os poderes iguais a um alien de quem Kara fez uma reportagem sobre. Quais são eles? Se multiplicar como se fossem células, sendo que cada cópia fica mais forte, porém, mais burrinha. Então dá para compreender porque essa Eve estava dando mole.

A única coisa que me faz questionar essa história toda é: Por que Lex deixaria esses clones ali e arriscar que ela conte tudo para Lena/Kara? Assim, ok, nem a Eve sabe todos os planos dele, mas ela acabou falando tudo sobre a Red Daughter e os experimentos que eles estavam fazendo. Isso dá para Lena e Kara uma grande vantagem.

Por que eles deixariam aquelas cópias ali? Seria só o clássico discurso de vilão antes de matar o herói, só que sempre dá errado? Espero que não. Não tem muito a cara de Lex.

Talvez ele só soubesse que estava protegido. Afinal, pessoas do alta escalão do governo estão trabalhando para ele. Ainda assim, Kara poderia ter contado tudo no jornal, o que acabaria com ilusão da Supergirl-vilã. A parte irritante do episódio é que Kara decide ir até ao presidente com suas descobertas ao invés disso.

Sério, Kara?? Depois disso tudo, você ainda acha que ele é confiável? Bom, claro que ela não imaginaria que ele estava trabalhando para o Lex, mas esse tipo de descoberta necessita de precauções, né. Precisam ter cópias e avisos, gravações até. Pelo menos algo para que a Lena possa continuar.

Veremos. Por enquanto, temos uma Kara sequestrada pelo governo. Diga-se de passagem, é bem provável que Lex tenha se envolvido com a deposição da nossa presidente Lynda Carter para que o vice entrasse no lugar.

Voltando um pouco a Lena, nossa cientista sentiu nas costas a responsabilidade de proteger Kara e isso abriu portas para Kara contar seu segredo para ela finalmente. O único porém é que Kara não atravessou essa porta. Ficou só na janela mesmo.

Com a surpresa e o estresse de ser descoberta tão paupável, Kara percebe que Lex sabe sua identidade secreta ao encontrar o quarto (cela?) de Red. Sempre positiva, Kara ainda acredita na redenção de Red – afinal é uma parte dela ali -, mas quase congela com sua identidade tão exposta.

Em um primeiro momento, ela esconde tudo de Lena, mas, depois, pensa que talvez seja bom contar assim Lena pararia de ficar tão preocupada com os perigos em que meteu Kara. Mas não vai ser dessa vez que teremos esse conflito. Kara preferiu deixar para depois para Lena não sentir que está sendo traída por tanta gente de uma vez.

Essa escolha só me diz uma coisa: Lena vai descobrir sozinha e a situação vai ser pior. É sempre assim. Quero muito ser surpreendida, mas quando um personagem diz que vai esperar para contar na hora certa, o destino (aka os escritores) escolhe a dele.

Por falar em hora certa, Alex está dando um passo importante, só não sabemos se é no seu relacionamento com Kelly ou algo a mais até o final do episódio.

Está bem claro que essas duas estão ficando próximas bem rápido. E, enquanto Kara está fugindo de clones, Alex precisava de alguém para lidar com o fato de que o bebê que queria adotar chegou. Entra aí Kelly e sua mente amiga e psicologa para ajudá-la a acalmar os nervos.

Foi fofo ver Alex consolando a si mesma usando as palavras da irmã mesmo sem Kara ali. Já imaginou a Kara voltando da viagem e a Alex com um bebê no colo “Surpresa! Sou mãe agora!”? Ia ser engraçado.

Ia, porque, bem, não foi dessa vez. Depois de uma tarde intensa cheia de fortalecimento dessa vontade de ser mãe e desconstrução de medos ao redor disso, Alex teve que abrir mão da bebê porque a mãe biológica mudou de ideia.

Foi doloroso. Foi triste ver a decepção nos olhos da Alex. Enfrentar a realidade de um bebê abriu tantas dúvidas e depois de ter ainda mais certeza do que queria, ter isso tirado dela foi duro. Felizmente Kelly estava ali para consola-la e trazer perspectiva de que as coisas podem melhorar, assim como o buraco deixado por um amor pode ser curado.

Espero que toquem mais nesse assunto da adoção. Eu sei que essas coisas demoram, mas pelo bem do desenvolvimento dessa personagem, não demorem para dar mais histórias assim para a Alex.

Por fim, quem ganha história (e poderes) é Lockwood. A notícia boa é que George percebeu que de vez o pai ruim que tem. Para minha surpresa, a esposa de Ben foi morta mesmo pela alien quando achei que ela só ficaria ferida ou algo assim.

Isso pega bem mal para os aliens, claro, e o cerco militar nas ruas só aumenta. Que tristeza. Lockwood fica descontrolado. Ele simplesmente deixa o filho sozinho no enterro (detalhe: saindo no meio da despedida do garoto), chega ordenando todo mundo no DEO, invade o laboratório de Lena e rouba frascos da injeção super-curadora dela.

Como resultado, mesmo nossos lindinhos tentando pará-lo e investindo no bom senso dos agentes do DEO, Brainy, James e Nia não são páreos para um Lockwood turbinado de poderes. Eis então que J’onn salva o dia! Eles podem não ter derrotado Ben de vez, mas J’onn consegue derrubá-lo o suficiente para protegerem alguns aliens. Venceram a batalha, falta agora o resto da guerra.

O melhor

  • Kara e Lena descobrindo sobre Red!
  • Enredo da Alex de volta, finalmente.
  • J’onn reaparecendo.
  • Lena toda preocupada com Kara <3

O pior

  • Achei pouco realístico a Eve dando com a língua nos dentes.
  • Pobre Alex, sofrendo para aceitar o que ia ganhar e logo perdendo.
  • Lena descobrindo o segredo da Kara? Já estou sofrendo.

Nota 8,0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *