Review: Supergirl 3×20 – “Dark Side of the Moon”

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers de “Dark Side of the Moon”, exibido no dia 28/05/2018.

supergirl 3x20

A procura por uma cura para Sam continua em Supergirl. Já sabíamos que a ida de Mon-El e Kara até o meteoro ia instigar Kara emocionalmente, mas acabamos explorando Alex e Lena também.

Quando chegam no meteoro, Mon-El e Kara logo percebem que existe uma cidade inteira que não sabiam existir. Apesar das defesas do planeta, eles conseguem entrar e disfarçar.

Não pude deixar de perceber o quanto as roupas deles combinam. Eu sei que Mon-El já mudou de uniforme faz tempo, mas isso me impacta toda a vez. Mostra certa unidade, harmonia.

Pensando sobre isso, acho significativo que ele tenha mudado de uniforme no momento em que Kara se abriu sobre tudo de ruim que existia na relação deles e agora eles estão mais sinceros um com outro e em sincronia.

As roupas falam muito. E, sabendo disso, eles roubam umas capas. Felizmente, Mon-El fica de devolver as roupas quando não precisam mais delas – o que nos rendeu uma cena fofa em que ele ajuda um menino com problemas respiratórios. A série está melhorando mesmo a imagem do Mon-El, isso posso falar.

Então, como disse, os disfarces não duram muito. Kara continua com sua crise de identidade, já que parece sempre precisar ter um disfarce. Sem poder se chamar de Kara quando está vestindo o símbolo de sua casa. Mas, como se o o universo soubesse, o desejo de Kara é atendido.

Ela percebe escritos de Kyrpton e, quando menos espera, encontra a mãe. A gente, no entanto, esperava isso faz um tempo. Quem viu os trailers e os stills que saíram, sabia que o encontro ia acontecer, mas, ainda assim, foi uma cena bem emotiva.

supergirl 3x20

Vemos Alura e Kara passando tempo juntas, relembrando o passado ao mesmo tempo que contam o que aconteceu com elas depois de tantos anos. Foi estranho pensar quando Astra e Non chegaram na Terra e tudo que Kara passou para aceitar o passado de sua mãe.

Por mais que o momento delas tenha sido tão pequeno, foi interessante relembrar o que Kara passou para aceitar a mãe – e deve ter sido incrível para Kara ouvir da mãe que está orgulhosa dela. Kara não precisa mais supor, ela finalmente conseguiu conversar com a mãe e confirmar tudo que pensava.

A próxima questão é como conseguirão a rocha necessária para curar Sam. Alura fala o quanto o novo “planeta” que criaram, Argo City, aprendeu com os erros do passado, mas precisam da aprovação do conselho.

Kara faz um discurso maravilhoso sobre a vida na Terra e como Krypton deveria assumir sua parcela de responsabilidade por tudo que acontece lá. A situação, no entanto, é complicada porque a rocha é uma das coisas que sustenta a vida em Argo City.

Kara foi convincente, mas achei que ela poderia ter prometido que devolveria o resto da rocha, que imagino que sobraria porque só irão estudá-la, não? Ou então poderia falar que o DEO poderia estudar e encontrar novas formas de manter Argo City habitável, sei lá.

Eis que somos surpreendidos, então, por uma das integrantes do conselho ser Selena, a tal líder das Wordkillers. Já tínhamos visto seu holograma se comunicar com Reign diversas vezes.

Mais surpreendente que isso é o fato de Selena ser o voto decisivo e deixar Kara levar o rocha que salvaria Sam para a Terra. Qual seria seu plano? Será que Selena quer que Reign crie outra Wordkiller com a rocha que chegará na Terra? É a única explicação que faz mais sentido.

Seu próximo passo é rezar para Reign e, seja por isso ou não, o momento calha com o fortalecimento final de Reign na prisão de Lena.

supergirl 3x20

Por falar nela, Lena tem seus dilemas com Reign durante o episódio. A vilã está cada vez mais forte e insiste que a única forma de vencê-la é matá-la. O único grande problema é que Sam também morreria.

Lena, claro, fica conflituosa sobre como deveria prosseguir. Teoricamente, se usar cem por centro da kryptonita que tem em Reign, ela poderia acabar com isso tudo. Por mais que espere pelo sucesso de Supergirl, Lena sabe que precisa de um plano b.

Eis então que, decidida que Sam gostaria que ela fizesse isso para salvar Ruby, Lena começa a aumentar a kryptonita no corpo de Reign, mas já é tarde demais. Kara chega antes de Reign fugir, mas o tempo é curto e ficamos cheios de dúvidas sobre o que vai acontecer agora.

Do outro lado do episódio, Ruby e Alex tem seus dilemas próprios – em especial Alex. As duas estão amigas novamente e tentando se manter positivas, apesar da situação de Sam.

No entanto, alguém tenta matar Alex quando estão juntas no parque e o clima acaba mudando. Assim, enquanto Winn fica responsável por Ruby, Alex tenta descobrir quem estaria atrás dela.

supergirl 3x20

Gostei bastante de ver Ruby interagindo com Winn. Por mais que tenha sido uma micro parte do episódio, deu para ver que eles têm muito em comum, algo que eu nem tinha percebido. Winn e seu pai psicopata que o diga, não é.

Os dois começam batendo de frente, já que Winn está estressado com o fato de não terem sinal algum de Kara e Mon-El. Mas Winn logo percebe que não deveria descontar nela, principalmente porque Ruby é uma criança.

Pelo contrário, deveria apoiar a garota que está passando com algo tão semelhante quanto a dele. Já sabíamos o quanto ele tinha medo de se transformar no pai, mas ver ele falar com ela sobre isso, ainda mais quando sabemos que ela se sente assim, foi incrível. Quero mais cenas dos dois, por favor!

Já Alex reflete sobre sua vida de outra forma. Em sua jornada até encontrar seu inimigo, ela percebe o quanto seu trabalho é perigoso. Em certo ponto, Alex até acha que não teria nada a ver com o DEO e o culpado poderia ser o policial que ela e Kara ajudaram a prender quando eram menores (no 3×06).

Achei que seria uma ótima pista e conectaria bem com a história que contaram nessa temporada, mas acaba que o policial corrupto não era a pessoa por trás dos atentados.

Apesar da revelação ter sido meio anticlimática, afinal o culpado não era ninguém muito relevante. Achei interessante que os escritores escolherem uma pessoa assim. Acho que, no final das contas, o importante não era a identidade do culpado e sim como Alex se sentiu com isso.

supergirl 3x20

Da mesma forma que ele era irrelevante para a gente, Alex percebe a irrelevância dele como suspeito. Isso a faz perceber que ela já pulou de tantos prédios e prendeu tantas pessoas que nem tinha muita noção dos perigos no trabalho dela.

Esse insight vem junto com a percepção que Alex estava preocupada com o fato desse perigo a impedir de continuar a cuidar de Ruby. Dessa forma, ela nota que ela tem dois lados conflituosos em si: um lado que corre direto para o perigo e um outro que quer ser mãe.

Qual ela deveria escolher? Esses dois lados conseguem viver juntos? Bom, não são perguntas fáceis de responder. Tudo que podemos fazer é esperar que, quando o momento chegar e Alex quiser ser mãe, ela vai saber lidar com esses seus dois lados.

Devo dizer que fiquei surpresa o quão profundo isso tudo se tornou e fiquei feliz que tenham voltado a falar sobre o desejo de Alex de ser mãe – ainda mais agora que ela tem praticado, de certa forma, com Ruby.

O melhor

– Winn e Ruby têm tanto em comum.

– Kara encontrando a mãe <3

– Mon-El devolvendo as roupas.

– Alex se descobrindo!

O pior

– Quero saber como a mãe de Kara vai se encaixar na série agora que ela está viva.

– Será que Selena e Reign estão conectadas mesmo? Se sim, como?

Nota 9,0

Uma resposta para “Review: Supergirl 3×20 – “Dark Side of the Moon””

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *