Review: Arrow 7×17 – “Inheritance”

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio “Inheritance”, exibido no dia 25/03/2019.

emiko queen 7x17

Estamos de volta ao presente e com o foco todo na Emiko. Depois de descobrir que ela assassinou Diaz, Laurel resolveu espionar um pouco a Emiko para saber o que estava acontecendo, mas só o que consegue é uma flechada. Ela resolve procurar Felicity, já que elas são amigas agora, mas acaba encontrando o Oliver ao invés dela e conta sobre suas desconfianças.

Já sabemos desde sempre que o grande ponto cego do Oliver é sua família, então é claro que ele diz que a Laurel está errada, até mesmo porque nunca confiou tanto na Laurel 2 assim. Mas foi plantada a sementinha da dúvida e Oliver resolve ele mesmo seguir a irmã. Ele acaba vendo Emiko encontrar com Dante e capangas, entrar em um laboratório para roubar alguma substância e depois explodir o lugar. Oliver entra para tentar socorrer a moça que estava lá, mas é tarde demais e tudo o que ela consegue dizer antes de morrer é para Oliver impedir o 9th Circle – Nono Círculo.

É a primeira vez que o Team Arrow ouve falar desse nome, mas eles logo descobrem que é uma grande organização terrorista que data de séculos. Essa organização tem a ver com Dante (o nome, eu imagino, é uma referência aos círculos do inferno na Divina Comédia), e eles imaginam que Dante seja o líder atual dessa organização e que Emiko então esteja trabalhando para ele. O instinto de Oliver é dar o benefício da dúvida para Emiko e ir conversar com ela, deixar que ela se explique, porque vai que, né.

Emiko conta que começou a ser treinada por Dante aos onze anos de idade, logo após Robert resolver contar ela e a mãe de sua vida, e que deve muito a ele, portanto não pode sair da organização. Oliver diz que pode ajudá-la e todos da equipe se dispõem a ir contra o Ninth Circle para poder liberar a Emiko.

Tudo muito lindinho, mas não engana ninguém. Quando o Archer, o programa que a Felicity criou – e até chamou a Alena nesse episódio para trabalhar com ela na futura Smoak Tech – começa a dar problemas, já começa a ficar suspeito. Oliver acaba encontrando um aparelho em uma gaveta do Bunker que estava impedindo o Archer de funcionar e fica bem claro que foi a Emiko que colocou ali. Aí não tem mais como esconder, Emiko revela suas verdadeiras intenções, falando que a história dela é verdade, mas ela nunca precisou ou quis a ajuda de Oliver, só sabia que ele iria querer aparecer para salvá-la e usou isso.

emiko flashback arrow

Nos flashbacks, vemos Emiko sendo abandonada pelo pai, conhecendo Dante e sendo treinada. O momento decisivo na história dela acontece quando ela faz uma proposta de negócio para Robert, uma franquia, sub-empresa, sei lá, da QC, que ela ficaria encarregada, e ela fez tudo direitinho, sendo algo que geraria lucro para a empresa. Robert fica admirado com a proposta, mas diz que não pode, porque Oliver é quem vai herdar tudo e que ele não poderia correr o risco de descobrirem que ela é filha dele. É claro que Emiko fica muito chateada depois disso, e então é revelado que ela sabia que o iate de Robert iria ser sabotado, mas não falou nada. Ou seja, Emiko deixou que Robert – e Oliver, em consequência – morressem, sem nem se importar.

Agora sabemos sem dúvida nenhuma de que lado Emiko está. Depois que Emiko foge, Felicity consegue colocar o Archer para funcionar de novo e Oliver continua em busca da irmã, sentindo-se muito conflituoso. Achei ótimo que eles resolveram colocar Oliver para conversar com Diggle aqui, já que aconteceu algo bem similar com John na quarta temporada, quando ele descobriu que seu irmão estava trabalhando com o Dhark. Fico muito feliz que tenhamos Diggle interagindo com o resto dos personagens novamente e que tenha sido lembrado de sua história, usando isso para se conectar com Oliver e aconselhar.

O objetivo do Oliver não é nem salvar a irmã, mas quer impedi-la de fazer algo pior ainda, o que é melhor do que ainda ter esperanças de ela melhorar. Eles conseguem encontrar onde ela e Dante estão indo, os dois planejando jogar uma substância através de drones. Team Arrow vai até lá lutar, mas um drone acaba escapando, o que acaba revelando que eram apenas um teste. Ou seja, se no teste eles quase não conseguiram impedir, imagina quando for de verdade.

Temos alguns momentos nesse episódio entre Rene e Emiko, já tinha rolado uma química antes, mas dessa vez vemos os dois conversando mais e depois Emiko não o ferindo quando teve a oportunidade. Acredito que essa seja uma indicação de por que Rene está no lado mau no futuro, com certeza tem a ver com a Emiko.

E, no final do episódio, descobrimos que Emiko não está trabalhando para Dante, pelo contrário. Não, ela não é do bem e está infiltrada, mas sim é a chefe de Dante. De alguma forma, Emiko agora é a líder do Ninth Circle, ela não está agindo a mando de ninguém. Agora se ela só está atrás do Oliver por vingança ou se tem outros interesses, não sei. Mas fiquei muito surpresa de descobrir que ela é a grande vilã da temporada, não desconfiava nem um pouco e já era hora de Arrow ter uma grande vilã mulher. Vamos ver como eles vão seguir.

laurel dinah 7x17

No enredo secundário, temos Dinah e Laurel, interagindo mais uma vez. Ao que parece, Laurel andou coagindo algumas pessoas para conseguir confissões, e isso não só é ilegal, mas invalida a confissão e o caso, o que facilita para que a pessoa seja solta. Ou seja, péssima ideia, você acharia até que a Laurel não estudou direito… Ah é, foi isso mesmo.

Laurel vai questionar outra pessoa, dessa vez com Dinah assistindo, oferendo um acordo. O cara acaba insultando Laurel, mencionando o Quentin e tudo mais, o que é o ponto fraco dela, e ela fica muito chateada. Dinah intervém antes que qualquer coisa possa acontecer, mas o cara acaba sendo solto e morto logo em seguida.

Dinah acha muito suspeito, já que Laurel tinha ficado com muita raiva e já tinha matado pessoas antes e vai confrontá-la. Laurel fica bastante indignada com a falta de confiança da Dinah, até porque elas estavam se dando bem, mas Dinah diz que não tem muita certeza sobre quem é a Laurel. Acredito que seja uma boa interrogação, e fez sentido com o tema do episódio, afinal Oliver também não confiou muito na Laurel quando ela falou sobre Emiko. Isso vai somando e vai fazendo Laurel se sentir desmotivada a continuar seu processo de se tornar uma pessoa melhor.

A questão é que Laurel estava mesmo sendo acusada injustamente, e fica ainda mais claro quando alguém revela para a mídia fotos dela com Diaz e sua identidade está prestes a ser revelado. Mas nem é muito mistério quem está por trás disso, porque Emiko aparece, dizendo que fez isso para se vingar dela, mas que está a libertando. Agora a questão é se Laurel vai usar essa desculpa para voltar a ser Black Siren ou vai resistir. Eu espero que não vejamos uma regressão dela, porque gosto muito da amizade dela com Felicity e Dinah.

O Melhor:

+ Todo mundo descobrindo logo que a Emiko é do mal, achei que fossem enrolar mais

+ Emiko como a grande vilã

+ Diggle e Oliver

+ Enredo da Laurel

O Pior:

– Achei que episódio 17 é bem tarde para revelarem um vilão, vai ter pouco tempo para explorar isso

– Essa sensação que o Rene vai pro lado da Emiko. Eles são amigos, no máximo.

Nota: 8,0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *